O que fazer um dia inteiro sozinho em casa?

A pandemia do coronavírus e a quarentena podem dar a sensação de que não há nada para fazer. Veja o que pode ser feito pela sua saúde física e mental nesse período

26/03/2020 - por Alexandre Kalache



Um dia pode passar muito rápido ou muito devagar. Tudo depende da forma como o vivenciamos. Se temos a sensação de estar no controle da situação, nem percebemos o tempo passar, mas quando nos sentimos cerceados, reclusos, isolados, em dúvida de tantas coisas, tudo parece mais complicado!

 

Para não perceber o tempo passar é preciso estar concentrado naquilo que se está fazendo. Organizar velhas e novas rotinas dentro de casa pode ajudar bastante nesse momento.

 

 

Será intensa a quarentena que todos nós, independentemente da idade, deveremos fazer face à pandemia do coronavírus.  Foi o que motivou nosso Centro Internacional da Longevidade (ILC-Brazil) a elaborar as dicas e sugestões abaixo. Elas foram feitas sob coordenação da geriatra Karla Giacomin, ponto focal do ILC-Belo Horizonte, com quem interagi intensamente no processo de elaboração. Embora especialmente destinadas às pessoas acima dos 60 anos, elas se aplicam a todos demais adultos.

 

Quais atividades não podem faltar durante a quarentena?

 

  • A primeira é cuidar bem de você porque você é muito importante! Foco na auto-estima!
  • Mantenha a esperança de um tempo melhor e de um mundo mais solidário.
  • Faça exercício físico, em casa, independentemente da sua idade. Mexa-se e aumente a sua sensação de vitalidade.
  • Combine com os vizinhos, amigos ou familiares que em um mesmo horário do dia vocês farão uma mesma atividade? Por exemplo, todos assistirem a um mesmo filme ou programa de TV e depois comentar por telefone ou por WhatsApp (é fácil estabelecer um grupo, podem se ver e opinar). Ou então estabeleça um momento comum de oração. Isso pode proporcionar um sentido de pertencimento e conexão.
  • Defina entre você e os vizinhos divisão de tarefas – por exemplo, quem vai colocar o lixo para fora. Isso oferece um senso de utilidade.
  • Tenha rotinas ao longo do dia e inclua atividades diferentes ao longo da semana. Isso favorece a sua organização interna e externa.

 

Como manter a saúde mental durante esse período?

 

Para manter sua saúde mental, vamos viver e pensar em um dia de cada vez. É necessário cuidar bem dos sentimentos e da mente para fortalecer a imunidade. Ter clareza de que essa fase vai passar e se concentrar no que é possível fazer no presente é uma forma de lidar com a ansiedade e o medo que podem surgir.

  • Mentalize um mundo melhor depois da crise. Mais solidário e menos desigual.
  • Tente dividir o tempo entre atividades agradáveis, movimentar-se dentro de casa e criar momentos de repouso. Mantenha contato com o seu mundo interior, estabeleça momentos de leitura, reflexão, meditação, de nutrir sua espiritualidade sempre que possível.
  • A vida continua lá fora. Olhe pela janela e aproveite, pois tudo está mais calmo, menos poluído. Assista TV, comunique-se com amigos, vizinhos e familiares pelo celular. Descubra na sua rede de apoio, quem pode ajudar fazendo compras de alimentos, produtos de higiene e medicamentos.
  • Ainda assim, se você sentir solidão, tristeza, angústia, saiba que há muita gente solidária, pronta a ajudar no que for necessário. Não hesite em pedir apoio – às vezes os outros não percebem que você precisa deles.
  • Contatos sociais: Conversar com os amigos, por telefone ou aplicativos. Se você tiver meios, faça chamadas com vídeo diárias para amigos, parentes e – se os tiver - filhos e netos, para matar as saudades.
  • É bom lembrar que em chinês as palavras “risco e oportunidade” são uma só. Nesse sentido, você pode usar esta crise para criar oportunidades de descobertas.

 

O que você pode fazer pela sua saúde física durante o período da quarentena?

 

  • Higiene Pessoal: Mesmo ficando em casa é necessário manter a rotina de higiene pessoal e os cuidados com a pele.  Escovar os dentes e a língua pelo menos três vezes ao dia; fazer a barba; tomar banho diariamente e trocar de roupa (do corpo e da cama).
  • Alimentação: Mesmo estando sozinho, cuide de você. Prepare cada refeição com cuidado. Separe os alimentos e higienize-os. Invente ou experimente novas receitas com os ingredientes disponíveis, sempre procurando que sejam os mais saudáveis. Escolha alimentos que fortaleçam a imunidade como frutas, legumes, verduras, castanhas... Arrume o lugar onde vai se alimentar para que ele fique ainda mais agradável.
  • Hidratação: Com o envelhecimento a sede costuma diminuir, mas é essencial manter-se hidratado. Proponha-se a beber líquidos ao longo do dia. Água, chás, sucos, são muito benvindos. Procure tomar pelo menos 6 a 8 copos por dia. 
  • Repouso: Ninguém é de ferro! Tente dormir e acordar nos horários habituais para não se confundir com os dias da semana. Tente fazer do domingo, o domingo e respeitar as rotinas.
  • Permita-se relaxar também. Nada mais justo que tirar uma sesta depois do almoço, se não for lhe atrapalhar o sono à noite e a sua rotina.
  • Uso de medicamentos: Se você precisa tomar medicamentos, siga os horários e doses recomendadas pelo seu médico. Neste tempo de isolamento social, aproveite para organizar as caixas e embalagens e conferir as datas de validade.

Quais atividades uma pessoa pode fazer sozinha em casa?

 

  • Exercícios: É possível se exercitar mesmo dentro de casa! Existem vários treinos disponíveis na internet e cartilhas com exercícios simples e seguros de fazer. É importante tomar cuidado para que o exercício não lhe traga nenhum prejuízo. Há inúmeros tutoriais na internet e os professores de academias também têm criado treinos on-line para seus alunos. Podem ser 20 ou 30 minutos, no melhor horário que couber na sua rotina.
  • Informações: Assista aos noticiários, mas com o cuidado de escolher fontes confiáveis.
  • Vídeos: Veja programas de TV, filmes e séries – e depois ligue para alguém e comentar.
  • Jogos: Jogue palavras cruzadas, caça-palavras, quebra-cabeça e jogos de cartas como paciência. Há aplicativos para a estimulação cognitiva que são divertidos e prazerosos.
  • Aprendizagem: Os museus fecharam, mas há a possibilidade de realizar visitas virtuais a museus e ver ou rever espetáculos culturais disponíveis nas redes.

    Faça cursos on-line. Há uma gama enorme de opções, muitos deles em português. Para esses tempos que podem ser duros, os de mindfulness podem ser bem-vindos.

    Leia mais. Lembre-se que há aplicativos para leitura no celular ou no iPad, e releia livros que te marcaram em algum momento da vida (na infância ou na adolescência, talvez). Que tal combinar com amigos de lerem o mesmo livro e depois cada um fazer um pequeno comentário e compartilhar?
  • Música: Ouça música, toque um instrumento, cante e até dance ao som das músicas preferidas.
  • Arrume a casa: Organize os armários e gavetas. Separar o que pode ser doado, o que precisa de conserto e o que pode ser jogado fora. Tem fotos em casa? Que tal finalmente organizá-las ou então separar aquelas que serão reveladas mais tarde.
  • Dedique-se à higienização da casa. Nada de correr riscos desnecessários! Não deixe a faxina para depois!
  • Cuidado com quem depende de você: Cuide do seu animal doméstico ou das plantas da sua casa.
  • Dedique-se a atividades manuais (como crochê, tricô, bordados, marcenaria, costura, pequenos reparos adiados) ou artísticas (colorir, pintar, escrever textos…), dependendo do talento e interesse de cada um.

    Tire um tempo para fazer coisas que você sempre queria ter feito

    Para quem pode ficar em casa e não está envolvido com tarefas do trabalho, esse pode ser o momento de fazer aquela coisa que você sempre quis ter feito, mas faltava tempo. Agora, esse tempo apareceu.
  • Escreva um registro sobre sua própria vida. Esta pode ser a oportunidade que você nunca esperava ter, de remanescer, de deixar um legado, uma pegada. Você pode publicá-las na internet ou então procurar uma editora para publciá-lo (hoje há aquelas que publicam esses relatos em edições reduzidas).
  • Faça registros: Crie um diário (em texto, áudio ou vídeo), escreva receitas de família, ilustrando o passo a passo. Rever vídeos antigos também é um bom programa.

Manter a mente e o corpo ativos tornará este tempo mais rico e mais breve!

Afinal, o tempo voa...e logo, logo tudo isso vai passar.

0 Perguntas:

Pergunta enviada
para aprovação


Compartilhe: