10 minutos de exercícios já aumentam nossa felicidade

Vale qualquer coisa: desde fazer uma caminhada até uma aula de ioga, aponta uma nova revisão de estudos

03/05/2018



Não precisa correr uma maratona nem virar rato de academia: com dez minutos diários de qualquer tipo de exercício já dá para ser feliz, aponta uma nova pesquisa feita nos Estados Unidos.

 

Ao longo dos anos, alguns estudos já vinham mostrando que pessoas fisicamente ativas têm um risco menor de desenvolver depressão e ansiedade do que quem é sedentário, informa o The New York Times (conteúdo em inglês).

 

Pesquisadores da Universidade de Michigan, porém, queriam ver essa questão sob um outro ângulo, explorando a ligação entre a atividade física e as emoções positivas de pessoas saudáveis. Para isso, eles analisaram diversos estudos que mediam os níveis de felicidade das pessoas antes e depois de fazer exercícios.

 

 

No final, a revisão concluiu que havia uma relação forte entre fazer exercícios e os níveis de felicidade das pessoas. O interessante é que o tipo de exercício não fez diferença: as pessoas se sentiam bem depois de fazer caminhadas, praticar ioga, correr ou ter aulas de alongamento.

 

Outra descoberta foi que a quantidade de exercício necessária para as pessoas se sentirem felizes era mínima. Em vários estudos, as pessoas que se exercitaram uma ou duas vezes por semana se sentiram bem melhor do que as sedentárias. Mas, em geral, mais exercício significava maior felicidade: quem fazia uma atividade de 30 minutos por dia tinha uma chance 30% maior de se considerar feliz do que quem não chegava lá.

 

"Há fortes indicadores de que o exercício contribui para a felicidade. Qualquer quantidade ajuda, mas um pouco mais provavelmente é melhor", diz Weiyun Chen, coautora dessa revisão. Ela também comenta que a revisão não é suficiente para determinar se existe uma ligação causal entre os exercícios e o nível de felicidade ou se são apenas dois fatores que acontecem concomitantemente.

 

Afinal, pode ser que as pessoas fiquem mais bem-humoradas, por exemplo, devido às interações sociais na academia. Ou que a sensação de estar fazendo algo saudável nos deixe felizes. A Dra. Chen deixa a resposta para futuros estudos. “Acho que podemos dizer, com segurança, que as pessoas que fazem exercícios provavelmente serão mais felizes do que as sedentárias”, comenta.


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação