7 lugares da cidade para você começar a se exercitar gastando zero reais

É possível deixar o sedentarismo de lado ou manter a rotina esportiva mesmo sem um tostão no bolso para pagar uma academia

12/12/2017



A academia como espaço para a prática de exercícios físicos regularmente parece imbatível, com infraestrutura, conforto e professores à disposição. No entanto, para quem precisa economizar nas mensalidades ou quer mesmo experimentar novas opções, trocar esse ambiente pelo espaço público, como praças, parques e ciclovias, pode ser interessante. E mais do que viável.

 

Você pode fazer séries parecidas com as da academia e experimentar novas, explorando seu corpo, sua agilidade e o espaço, como piques com mudanças constantes de direção ou agachamentos isométricos apoiando-se a uma árvore. “A movimentação humana precede qualquer academia. O ser humano é capaz de se movimentar e se beneficiar fisicamente com estes movimentos”, aponta Valéria Duarte Garcia, educadora física.

 

Pensando nisso, preparamos, com a ajuda dos educadores físicos Valéria Duarte Garcia e Gabriel Raposo um guia de como aproveitar 7 espaços públicos, com sugestões de exercícios, dicas preciosas e cuidados a serem tomados por quem vai voltar a praticar uma atividade física.

 

Um toque importante: assim como consultamos profissionais de educação física para mostrar que é possível fazer exercícios fora da academia, você deve fazer o mesmo. Está com alguma lesão ou tem alguma condição médica que imponha alguma limitação? Visite um médico também.

 

ÁRVORE

 

Além de darem mais vida às ruas e aos parques, sombra nos dias de calor, frutos deliciosos e limparem o ar que a gente respira, as árvores também podem ser usadas como equipamento fitness.

 

“Essa é uma chance de se movimentar de forma natural. Nos exercitamos, mas não nos movimentamos, de fato. E nosso corpo tem pagado o preço, adoecendo.”

Valéria Duarte Garcia.

 

Preste atenção


Quem sente dor em algum local ou já passou por alguma cirurgia (como no joelho), pode fazer os exercícios, mas tem que tomar cuidado, talvez com menos amplitude e sentindo o limite.

 

BANCO

 

Pode ser o da praça, pode ser o da rua ou então o do parque. Eles estão aí para descansarmos, depois de uma pequena (ou grande) caminhada ou então simplesmente para ver e ser visto. Mas também podem servir de apoio para atividade física. Vale a dica de bom senso: lembre-se de limpar o banco, pois ele será utilizado por outras pessoas.

 

“Foge um pouco da ideia de exercício, em que a pessoa tem que saber a postura certinha, e você pensa mais no movimento.”
Gabriel Raposo.

 

BARRAS

 

Elas são vistas com mais frequência em parques e na orla de algumas praias. Também podem estar espalhadas pelas ruas de algumas cidades, em estações que combinam vários tipos de exercícios.

 

“Diversos estudos têm mostrado os benefícios de se praticar atividade física ao ar livre, em contato com a natureza, extrapolando o bem-estar da parte física para também a mental, proporcionando sensações de relaxamento e equilíbrio.”
Valéria Duarte.

 

Preste atenção

 

A postura merece atenção o dia inteiro. Se você trabalha sentado, ao menos uma vez ao dia, entre 10 e 15 minutos, levante da cadeira e faça um alongamento geral ou em partes em que sente incômodo.

 

ESCADAS

 

Usadas para tornar mais fácil algumas subidas, as escadas também são úteis para praticar diferentes tipos de exercícios, tanto para membros superiores quanto para membros inferiores.

 

“As pessoas podem trabalhar, principalmente, perna, que é o que mais usamos no dia a dia, para tudo.”

Gabriel Raposo.

 

GRAMADO OU PISO DE CONCRETO

 

De tão automático, talvez você não perceba que há muita área urbana com espaço suficiente para praticar exercícios. Praças, canteiros centrais, campos de futebol, esplanadas e parques são alguns exemplos.

 

“Os exercícios trabalham a capacidade física de agilidade, força da perna e parte respiratória.”
Gabriel Raposo.

 

CALÇADAS

 

Basta sair de casa que ali está a sua primeira oportunidade de fazer um exercício. Sim, porque andar já é um senhor exercício.

 

“A caminhada é a locomoção natural do ser humano. Não podemos em hipótese alguma restringir o exercício a uma academia ou qualquer outra instituição. O ser humano caminha há milhões de anos e precisa fazer isso para não adoecer.”

Valéria Duarte.

 

CICLOVIA

 

Os espaços destinados à circulação exclusiva de bicicletas são, ao mesmo tempo, uma infraestrutura de mobilidade urbana e de prática esportiva. Se possível, escolha locais e horários com menor fluxo de ciclistas para não atrapalhar e ser atrapalhado.

 

“Começar a fazer exercício é uma mudança no seu estilo de vida, nos hábitos, um verdadeiro processo. Antes de pensar nos resultados, o importante é em criar o hábito.”

Gabriel Raposo.


Resultado

Mais fôlego, melhora da capacidade cardiorrespiratória, e mais força muscular, com impacto nos membros inferiores.


Compartilhe:

3 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação

Comentários recentes:

Marineymachado

13 de maio de 2018

Adorei as ideias e vou adota-las!!! Grata