Como a OMS quer reduzir o sedentarismo em 15% até 2030

Organização cria campanha para estimular as pessoas a fazer mais exercícios e evitar doenças

03/07/2018



Chega de sofá e celular: a Organização Mundial da Saúde quer ver todo mundo se mexendo - e quanto mais cedo, melhor. A organização traçou a meta de ajudar os países a reduzir o sedentarismo entre adolescentes e adultos em 10% até 2025 e em 15% até 2030, informa a Saúde.

 

Segundo a OMS, em alguns países 70% da população está sedentária, especialmente nas cidades, onde as pessoas deixam de andar a pé para usar carros e passam cada vez mais tempo paradas mexendo no celular, no tablet ou jogando.

 

Com a campanha Let’s Be Active, a organização defende que fazer exercícios é a melhor maneira de prevenir e tratar problemas como doenças cardíacas, derrames, diabetes, câncer, hipertensão e obesidade. Animou? Confira quais são as táticas dessa campanha da OMS para incentivar as pessoas a fazer mais atividades físicas:

 

 

Estimular as pessoas

  • Oferecer programas de atividade física em espaços públicos, como parques e praias, e privados, com programas específicos para a população mais velha

 

  • Priorizar iniciativas voltadas para os indivíduos menos ativos

 

  • Reforçar o ensino de educação física e a promoção da atividade física na escola

 

Equipar as cidades

  • Criar programas para aumentar a conscientização dos benefícios da atividade física

 

  • Fazer campanhas nacionais para que as pessoas saibam por que faz bem caminhar e pedalar, entre outras formas de mobilidade ativa

 

  • Fomentar atividades físicas gratuitas e prazerosas nas comunidades

 

  • Estimular políticas de planejamento urbano que priorizem as atividades físicas

 

  • Melhorar a infraestrutura de calçadas, ciclovias e outras estruturas que promovem uma locomoção ativa, garantindo segurança a pedestres e ciclistas

 

Mudar o sistema

  • Reforçar políticas públicas que reforcem a atividade física e combatam o sedentarismo

 

  • Criar um sistema de vigilância para medir a frequência de atividade física das pessoas

 

  • Valorizar pesquisas científicas sobre atividade física e o uso de tecnologias digitais para encontrar novas soluções contra o sedentarismo


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação

Comentários recentes:

teste

07 de agosto de 2018

testando