Duas gerações dividem as ruas no Circuito da Longevidade

Duas gerações dividem as ruas no Circuito da Longevidade

O que um corredor de 74 anos e outro de 17 pensam sobre o esporte e a longevidade

14/11/2017



Lúcio Diniz calça o tênis de corrida todas os dias desde os 55 anos de idade: “Vou viajar para Porto Alegre amanhã para correr e volto no dia seguinte para Belo Horizonte”. Parece um grande esforço para participar de uma única prova. Mas soou moleza para esse senhor de espírito jovem de 74 anos, que tem na conta quase 70 etapas só do Circuito da Longevidade.

 

Diniz é um dos corredores mais longevos da prova de corrida de rua itinerante organizada pela Bradesco Seguros. Contando todas as viagens, j participou da corrida em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, entre outras cidades brasileiras, nas quais convive e divide as ruas com pessoas de diferentes idades e perfis variados. 

 

É o caso do carioca Pedro Fernandes Bahia, de 17 anos. “Comecei há três anos, com 14, para acompanhar minha mãe. Foi uma forma de aumentar o convívio familiar. Hoje, a gente corre em três, pois minha irmã mais nova também se interessou”, afirma Pedro. É de se imaginar que um senhor de mais de 70 e um adolescente às vésperas de prestar o vestibular tenham pouco em comum. Mas, assim como convivem lado a lado nas pistas, fora delas também colecionam semelhanças.

 


Compartilhe:

14 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação

Comentários recentes:

jose Severino da Silva

13 de outubro de 2018

O meu maior prazer é participar de uma corrida com os amigos

Viva a Longevidade

18 de junho de 2020

Olá, José,

Correr com amigos é realmente muito bom!

Vc já participou das corridas do Circuito da Longevidade? O calendário 2018 está disponível no www.vivaalongevidade.com.br/circuito-da-longevidade

Att,

Equipe Viva a Longevidade