Fazer exercício pode reduzir à metade o risco de doença cardíaca

Mesmo quem tem muita predisposição genética pode evitar esses problemas, aponta estudo feito nos Estados Unidos

18/04/2018



Quem tem antecedentes de doença cardíaca na família tem uma alternativa para reduzir - e muito - o risco de desenvolvê-la: exercícios físicos regulares. Ganhar força também ajuda. Essa é a conclusão do maior estudo feito até hoje sobre as relações entre exercícios físicos, boa forma e problemas cardíacos genéticos, informa o The New York Times (conteúdo em inglês).

 

Nos últimos anos, geneticistas têm estudado bastante os genes que podem nos levar a desenvolver problemas cardíacos. Nesse novo estudo, pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, avaliaram especificamente como as atividades físicas poderiam interagir com a carga genética.

 

Ao acompanhar homens e mulheres com predisposição genética a ter problemas do coração, eles descobriram que as pessoas que estavam em melhor forma aeróbica reduziram à metade as chances de desenvolver uma doença cardíaca, mesmo tendo um perfil genético preocupante. Isso mostra que, independentemente da herança genética, todos nos beneficiamos quando fazemos mais exercícios.

 

Os resultados também apontam que não é preciso fazer um esforço aeróbico enorme para se beneficiar dessa redução de risco. As pessoas no grupo de melhor forma faziam atividades moderadas, como caminhar. Por enquanto, os cientistas não descobriram exatamente quanto exercício é necessário para ter esse benefício, e ponderam que a dieta, o peso e o tabagismo também podem mudar esse cenário.

 

“O que o estudo nos diz é que, estando em forma, podemos mitigar um tanto do nosso risco genético de ter doenças cardíacas, mesmo que seja alto”, afirma Erik Ingelsson, professor de medicina da Universidade de Stanford que coordenou o estudo. “E reforça o que já sabíamos: todos nós devemos ser fisicamente ativos.”


Compartilhe:

1 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação

Comentários recentes:

MIRIAN DE SOUZA OLIVEIRA

22 de novembro de 2018

QUERO RECEBER INFORMAÇÕES DO VIVA A LONGAVIDADE

Viva a Longevidade

18 de junho de 2020

Olá, Mirian, Boa tarde,

Quer receber mais informações do Viva a Longevidade com dicas e informações importantes para viver com mais qualidade? Aproveite para assinar a nossa newsletter (no rodapé do site) e receba sempre conteúdos direito no seu e-mail. https://www.vivaalongevidade.com.br/

O
brigado.

Equipe Longevidade.