O que causa fratura por estresse em corredores?

A falta de descanso e de nutrientes pode prejudicar (e muito) os ossos do pé e do quadril

29/05/2019



Após um certo tempo de prática, é comum que alguns corredores enfrentem um problema: a fratura por estresse, que é uma pequena fissura no osso, em geral do quadril ou do pé. Essa, na verdade, é uma lesão cumulativa, explica ao The New York Times o ortopedista Michael Terry.

 

Os exercícios e as atividades diárias --e até mesmo o peso-- estressam constantemente os nossos ossos. Em geral, isso não é um problema, porque esse microdano é reparado naturalmente pelo corpo, e esse processo contínuo fortalece os ossos.

 

 

O problema é não dar aos ossos o tempo necessário para que eles se recuperem. "Em vez de ficarem mais fortes, eles enfraquecem, e a pessoa acumula tantas lesões que o osso pode quebrar", completa Terry.

 

A causa mais comum de fratura por estresse é treinar em excesso, a um ponto em que os ossos não conseguem se recuperar. A chance de ter uma fratura por estresse aumenta quando o corredor tem algum problema de saúde, como amenorreia (falta de menstruação em idade fértil), doenças da tireoide e dos rins.

 

Quem é vegetariano ou vegano pode ser mais suscetível a esse tipo de fratura se não estiver obtendo proteína e outros nutrientes em quantidade suficiente (a gente conta aqui como obter proteínas de vegetais), especialmente vitamina D e cálcio.


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação