Quais são as novas recomendações para fazer exercícios

Governo americano mudou as diretrizes sobre a duração e a intensidade das atividades físicas

21/12/2018



Em 2018, o governo americano mudou sua recomendação sobre a quantidade de exercícios que é bom fazer para levar uma vida ativa e saudável. Essas novas orientações mostram que chegar a um nível mínimo de atividade diária nem é tão difícil assim, aponta um artigo do blog da Escola de Medicina da Universidade Harvard (conteúdo aqui, em inglês).

 

A quantidade de exercício e as atividades recomendadas variam de acordo com a idade e as condições físicas de cada um: são duas horas e meia por semana para os adultos e três horas por dia para crianças.

 

 

As novas diretrizes trazem também algumas mudanças em relação às anteriores. As novas regras não preveem uma intensidade de exercício que vale para todos, e sim que atenda à capacidade de exercício de cada um. Uma leve caminhada, por exemplo, já conta como atividade física moderada, desde que a pessoa tenha fôlego para falar, mas não cantar.

 

No geral, as novas orientações são:

 

Passe menos tempo na cadeira

Quem trabalha sentado deve se esforçar para se mexer mais e ficar menos tempo na cadeira. Segundo as novas diretrizes, é preciso reduzir urgentemente o tempo que passamos sem levantar. A ideia é levantar e dar uma andada de vez em quando ou até tentar fazer a "ioga na cadeira" ou alguns exercícios sem sair da mesa (a gente ensina alguns aqui).

 

Faça qualquer atividade

Todo tipo de exercício físico conta para cumprir essa meta de fazer duas horas e meia de exercícios por semana, e não mais aquelas sequências de dez minutos de exercício, como se recomendava anteriormente. Para os adultos, a recomendação é fazer de 2,5 horas a 5 horas de atividade aeróbica moderada ou intensa ou até 2,5 horas de atividade aeróbica vigorosa, além de musculação ao menos duas vezes por semana.

 

Crianças têm que se mexer...

Um ponto importante das recomendações novas é a de que as crianças se beneficiam muito do exercício, especialmente na fase pré-escolar. As atividades físicas facilitam o crescimento e o desenvolvimento do corpo por fortalecer os ossos e músculos e melhorar a saúde cardíaca. Dos 3 aos 5 anos, o ideal é fazer 3 horas diárias de exercício; dos 6 aos 17, 1 hora de atividade moderada ou vigorosa.

 

...E idosos também

Aqueles que fazem exercícios têm melhor equilíbrio e menos risco de cair e se machucar, o que reforça sua habilidade de seguir levando uma vida independente. O ideal é fazer atividades aeróbicas e de fortalecimento muscular.


Compartilhe:

1 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação

Comentários recentes:

Clair

23 de janeiro de 2019

Ótima aula!