5 dicas (e 5 apps) para treinar meditação e mindfulness

Com técnicas simples, já dá para treinar a atenção e a calma diante de situações tensas da rotina

20/02/2018



Na correria do dia a dia, é sempre bom deixar espaço para dar um respiro. A meditação é uma prática que pode nos ajudar a dar essa pausa e reorganizar os pensamentos. “A meditação é, acima de tudo, o olhar para dentro. Você não tem controle sobre o que ocorre no mundo lá fora, mas pode controlar como reagir aos acontecimentos. Quem medita se torna uma pessoa mais sábia, que vive de acordo com o que pensa e fala”, explica a professora de meditação Ivana Samagaia, em entrevista ao M de Mulher.

 

Outra maneira de treinar para ter boas respostas - e não apenas reações - a acontecimentos inesperados é se dedicar a práticas de mindfulness, um estado de consciência ao momento presente. As duas modalidades podem ser treinadas no dia a dia, de maneira bem simples (e com ajuda de alguns apps). Aprenda a seguir.

 

 

Tire 10 minutos para meditar

 

De manhã ou à noite, reserve alguns minutos para praticar a meditação. Pode até ser na mesa de trabalho, no sofá ou na cama. O importante é se desligar do mundo e se concentrar em você durante esses dez minutos. Para não esquecer, coloque um alarme para o momento de meditar e incorpore esse momento à sua rotina.

 

Reflita sobre o dia

 

Antes da meditação, pense em tudo o que aconteceu nas últimas 24 horas e lembre-se de como você reagiu e se comportou diante dessas situações. É hora de fazer uma análise de como você reagiu e de como poderia formular uma boa resposta e de interiorizar as lições que aprendeu no dia. Assim você deixará a mente livre para começar a meditação.

 

Recorra aos apps

 

Não tem ideia de por onde começar a meditar? Alguns aplicativos podem ajudar. Algumas dicas da Marie Claire (veja a lista completa aqui) são o Headspace, o Vivo Meditação, o WeMind, o Insight Timer e o Yoga Studio – todos para iOS e Android

 

Atenção no lugar da tensão

 

Quando a gente imagina que algo pode acontecer, isso gera uma grande ansiedade e uma tensão que pode nos privar de enxergar as coisas como elas estão acontecendo. Em vez de deixar a tensão dominar o dia, preste atenção a como as coisas estão se desenrolando a seu redor para entender cada etapa e melhorar a análise antes da meditação.

 

Foco na respiração

 

Nem precisa levantar da mesa para praticar essa: a cada duas horas, pare um minuto para fazer uma respiração ativa e consciente. Repare no ar que entra e que sai dos pulmões, na temperatura, em como ele passa pelos órgãos internos. A prática da respiração consciente ajuda a se acostumar com a da meditação.


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação