7 passos para fazer o planejamento financeiro de 2019 (ainda em 2019)

Isso mesmo: ainda dá tempo de apertar os cintos para pagar as despesas e até poupar para realizar os seus planos

07/02/2019



Na reta final do ano passado, nem todo mundo conseguiu organizar o planejamento financeiro de 2019. Por isso, voltando das férias e encarando as contas para pagar, muitas vezes bate aquela aflição: será que dá para começar agora a organizar as finanças para os próximos meses?

 

Sim, ainda dá tempo, concordam os especialistas consultados pelo Viva a Longevidade. “O mês de início, em si, não faz diferença. O importante é começar a fazer esse planejamento em algum momento”, tranquiliza o consultor financeiro Henrique Chan.

 

 

 

“O importante é começar em algum momento.”

Henrique Chan

No primeiro trimestre, é preciso reduzir os gastos para pagar as contas pesadas, que juntam os festejos e presentes do fim de ano aos impostos e às despesas escolares (para quem tem filhos). “Quem não conseguiu se preparar para isso vai precisar ter disciplina para ajustar as contas”, alerta o economista e planejador financeiro Francis Hesse.

 

Passado esse momento, dá para avaliar as finanças, prever os gastos do ano e pensar em táticas para poupar dinheiro, não só para ter uma reserva, mas também para realizar grandes planos. E, claro, se preparar para o início do ano seguinte.

 

Chan e Hesse explicam, a seguir, quais são os passos que você pode dar para começar agora a traçar um planejamento financeiro para este ano. “O início do ano nos dá um incentivo para fazer diferente. Quem faz escolhas mais conscientes aplica melhor o seu dinheiro”, diz Chan.

 

7 PASSOS PARA ORGANIZAR AS FINANÇAS

Depois de acertar as contas, é hora de começar a poupar

 

Entenda as suas finanças

 

Para começar, liste as suas receitas e os seus gastos — especialmente os de consumo, como roupas e restaurantes. Separe as despesas obrigatórias das que dá para cortar e entenda como você pode usar os seus recursos de forma mais inteligente, sem desperdício. “As receitas são previsíveis. A questão é saber para onde está indo o seu dinheiro”, diz Chan.

Entenda suas finanças - Dica

DICA
Pare duas vezes no ano para listar todas as suas despesas, incluindo cada cafezinho. “É uma maneira de ter uma noção mais precisa do que você gasta e repensar os seus padrões de consumo”, diz Hesse.

Como dividir o seu orçamento:

50%
Despesas obrigatórias

30%
Gastos variáveis

20%
Investimento em projetos

 

Aperte o cinto

 

O primeiro trimestre costuma ser bem pesado na coluna dos gastos: é hora de acertar matrículas, quitar as contas do Natal e das férias, comprar uniforme e material escolar, e pagar alguns impostos, como o IPVA e o IPTU. O ideal é guardar uma parte do décimo terceiro para isso, mas, se o ano passado terminou apertado, e não sobrou dinheiro, vai ser preciso cortar gastos ou renegociar o preço de alguns serviços.

Aperte o cinto - Dica

DICA

Para não exagerar nos gastos variáveis, pense no quanto você pode gastar por semana e separe esse dinheiro em um envelope para cada item: alimentação, transporte, diversão, e por aí vai. “Lembre-se de que o dinheiro é um recurso escasso e limitado”, diz Chan.

Pague as dívidas

Quem virou o ano com dívidas em aberto precisa se programar para não deixar que os juros consumam boa parte de sua renda. Avalie quais têm os juros mais pesados e veja como podem ser quitadas mais rapidamente ou renegociadas. “Não é vergonha nenhuma dizer que não está conseguindo pagar. Só assim você vai conseguir condições melhores e que permitam gastar menos dinheiro com juros a cada mês”, afirma Hesse.

Pague as dívidas - dicas

DICA

Quem não consegue se livrar das dívidas precisa olhar com cuidado para dois pontos: as receitas e as despesas. “Se você precisa ganhar mais, é hora de avaliar se dá para mudar de emprego, pedir um aumento, vender coisas, fazer trabalhos extras”, diz Chan. “Além disso, é preciso rever todos os gastos, para reduzi-los ao mínimo e ter sobras para pagar as dívidas”, afirma.

 

Liste as despesas até dezembro

Anote todos os gastos que você já sabe que terá até dezembro. Assim, é possível ter uma ideia de quanto dinheiro você terá de desembolsar e calcular quanto precisa poupar por mês para atingir esses objetivos.

Liste as despesas até dezembro - Dica

DICA
Nesta lista preveja os gastos extras que por ventura podem aparecer, como uma visita ao dentista, uma reforma no banheiro para conter um vazamento ou uma nova pintura para a casa.

 

Não se esqueça dos desejos

Pense em como serão os próximos meses e anote tudo o que você gostaria de fazer com o seu dinheiro até dezembro — pode ser zerar as dívidas, dar uma festa especial de aniversário, começar um curso, casar. Depois, calcule quanto será preciso poupar por mês para chegar lá.

Desejos extras - dicas

DICA

Sabendo quanto você quer poupar por mês, reserve esse dinheiro assim que o salário entrar e só gaste o que sobrar. “É o contrário do que as pessoas costumam fazer, que é gastar o dinheiro e, se sobrar, poupa”, diz Hesse.

Crie uma reserva de emergência

Gastos com imprevistos sempre aparecem ao longo do ano — e alguns podem comprometer seriamente as finanças de um mês, especialmente os ligados à saúde e à casa. Se você ainda não tem um fundo, comece poupando 5% da sua renda líquida, para cobrir esse tipo de emergência.

Reserva de emergência - dica

DICA

Para se prevenir de contratempos maiores, como perder o emprego, o ideal é poupar para fazer uma reserva de emergência equivalente a até seis meses da sua renda líquida, ensina Hesse.

Prepare-se para o ano seguinte

Antes de receber os extras de fim de ano (como o 13º, as férias ou a restituição do Imposto de Renda), avalie como esse dinheiro deve ser usado. Uma parte deve ser destinada a pagar os gastos extras do início do próximo ano; outra pode ser poupada para a reserva de emergência ou para realizar um projeto importante para você.

Ano seguinte - dica

DICA

Se você tem um grande objetivo para o ano seguinte, comece a procurar quem já traçou o mesmo caminho, para ter uma ideia melhor do valor que você vai precisar poupar. “Quem não poupa mirando um objetivo acaba gastando o dinheiro mais facilmente”, diz Hesse.


Compartilhe:

1 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação

Comentários recentes:

Nelson pantoja

07 de fevereiro de 2019

dicas convincentes ..