7 passos para tirar do papel o sonho de abrir sua própria empresa

Especialistas mostram o caminho das pedras para se preparar bem para empreender

27/06/2018



Tem gente que já cansou do chefe. Tem gente que viu uma boa oportunidade no mercado. E há quem queira empreender por necessidade. No final, um em cada três brasileiros nutre o sonho de abrir seu próprio negócio, segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

 

Muita gente não leva esse plano para a frente por ter medo de arriscar suas economias e seu patrimônio. Mas, com um bom planejamento, é possível evitar armadilhas, aprimorar sua ideia e, enfim, abrir sua empresa sem (muitas) surpresas.

 

Quer saber por onde começar? Conversamos com dois especialistas que mostram como se preparar bem para empreender: Alexandre Robazza, gerente do Sebrae-SP, e Gabriel Vouga, professor de Fundamentos de Negócios do Ibmec-SP.

 

Conheça seu cliente

 

Por mais genial que seja uma ideia, ela só vai virar um negócio lucrativo se o cliente embarcar na sua proposta. Por isso, o primeiro passo é conhecer a fundo o público-alvo, e não lançar a novidade no mercado e depois ver se as pessoas estão gostando. “Converse com as pessoas. Fale com o consumidor. É essencial entender se há demanda para o que você pretende vender”, afirma Robazza.

 

Faça diferente

 

Uma pergunta importante para responder antes de abrir uma empresa é: “qual é a necessidade que eu vou atender e como posso me distinguir?”, afirma Vouga. Ter um diferencial, como um sabor notável, uma distribuição ágil ou excelente atendimento, é importante para agregar valor ao produto e atrair consumidores.

 

Pesquise os concorrentes

 

Descubra quais empresas já atuam no mesmo segmento que você está mirando e procure entender quais são os principais acertos e erros de cada concorrente. Isso ajuda a delinear melhor a sua estratégia para oferecer um serviço sempre ao gosto do freguês.

 

Tenha um plano

 

Para evitar surpresas desagradáveis, trace um planejamento detalhando tudo o que é necessário para abrir a empresa. Defina de quantos funcionários você precisa, quanto gastará com locação, compra de matéria-prima, equipamento, e por aí vai.

 

Teste, teste, teste

 

Você pode – e deve – colocar no mercado um produto ou serviço em fase de teste, aponta Robazza. É uma forma de ouvir a opinião diretamente do público e saber do que ele gosta e o que é preciso melhorar. “Isso possibilita também a inovação. Pode acontecer de você oferecer um produto que o consumidor não sabe que quer e, depois de provar, passa a gostar”.

 

Comece como MEI

 

A burocracia a ser enfrentada para abrir um negócio é bem conhecida no Brasil, mas tem uma saída mais rápida. Empreendedores em estágio inicial podem começar como Microempreendedor Individual, também conhecido como MEI. O processo de abertura é ágil, e depois paga-se um imposto mensal unificado. Antes disso, cheque os ramos de atividade que se enquadram no MEI e veja se o limite de faturamento anual bate com o que você está projetando.

 

Busque novos conhecimentos

 

OK, você é especialista na sua área, mas o que você entende de finanças, marketing e gestão de pessoas? Administrar uma empresa requer uma boa dose de novos conhecimentos, que podem ser adquiridos em cursos on-line e presenciais.

 


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação