As características que você deve ter para fazer um trabalho voluntário

Quem quer ajudar o outro precisa mais do que apenas a boa vontade. Confira esta lista e comece agora a ser mais solidário

28/08/2020



Ajudar o próximo é um ato nobre e que faz bem para todo mundo — tanto para quem recebe quanto para quem pratica a solidariedade. “Querer ajudar” é o primeiro passo para sentir essa ótima sensação de fazer o bem para o outro, mas não é o único.

 

É preciso ter também uma boa dose de empatia, comprometimento, iniciativa e outras tantas características para encarar a missão de doar tempo e conhecimento - seja para uma causa ou para quem precisa.

 

Você quer praticar, ainda mais, a solidariedade? Veja se você tem algumas das características comuns a quem abraça o voluntariado, de acordo com os sites Exchange do Bem, Boas Novas MG e Cruz Vermelha.

 

Ser cooperativo

Ter espírito coletivo é essencial para quem quer ser voluntário. Saber trabalhar em equipe, ter disciplina e humildade são características importantes para o sucesso da solidariedade.

 

Ter iniciativa

No trabalho voluntário os papéis são bem definidos, o que não significa que você deve cumprir apenas a tarefa que lhe for destinada. Ser proativo e entregar mais do que se espera são sinais de que o voluntário está ciente das necessidades do projeto ou ação.

 

Ser comunicativo

Essa é uma característica que complementa as outras duas, já citadas na lista. Saber se comunicar é muito importante para o sucesso do trabalho voluntário. Afinal, são raros os exemplos em que a solidariedade é exercida apenas por uma pessoa, sem a participação de mais ninguém. Tem dúvidas? Pergunte. Pode ajudar outra pessoa? Avise. Todo mundo sai ganhando com isso.

 

Ser motivado

É preciso ser persistente e não desistir logo no primeiro obstáculo. Nem sempre o trabalho será fácil, por isso, a motivação precisa ser constante. O entusiasmo também é uma ótima característica para “contagiar” os demais integrantes da equipe.

 

Ter empatia

Ajudar o outro é um ato nobre, não uma relação de poder. Quem decide doar tempo e conhecimento a uma ação solidária precisa saber se colocar no lugar do outro.

 

Ter comprometimento e disponibilidade

Cumprir horários, levar o trabalho a sério e fazer o que foi solicitado — ou até mais, quando for o caso — são ações essenciais para o sucesso de um ato voluntário. Então, se você se comprometeu a algo que, invariavelmente, é realizado nos seus horários ou dias de folga, compareça. Estar presente e se doar 100% faz diferença.

 

Mostrar respeito

Quem é solidário constantemente se verá em uma situação diferente — quando não distante — da que está acostumado. É por isso que o voluntário precisa ter dentre suas características a nobre capacidade de mostrar respeito às pessoas, aos locais, às diferentes crenças e culturas. Mostrar respeito ao que é diferente para você é se abrir a novas experiências.

 

Seja solidário, faça um trabalho voluntário

E aí, você tem essas características?

 

Se positivo, que tal ser mais solidário com quem precisa e fazer um trabalho voluntário, mesmo que a distância?

 

Se não tem todas as características, tudo bem. Veja pelo lado positivo da coisa: todo mundo pode desenvolver essas habilidades ao longo do tempo. Basta começar agora!


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação