Como ser mais feliz no trabalho (até na quarentena)

Especialistas dão dicas para aumentar a satisfação no campo profissional — mesmo nos momentos difíceis

30/04/2020



Em 2020, boa parte dos brasileiros vai passar o Dia do Trabalho de uma maneira diferente: dentro de casa. Muitas pessoas estão vivenciando pela primeira vez o home office, tendo que adaptar a sala, o quarto — e até a cozinha — para seguir trabalhando durante a quarentena para se proteger da Covid-19.

 

Para muitos, essa mudança súbita é estressante. Afinal, não é fácil trabalhar em um ambiente improvisado, sem os colegas e a infraestrutura que uma empresa oferece. Mas esse recolhimento traz também uma boa oportunidade para refletirmos sobre como reequilibrar a balança e ter mais satisfação no trabalho — até mesmo nos momentos mais difíceis.

 

 

“O trabalho tem um significado importante na nossa vida. Para ter prazer, é preciso haver uma identificação com o que você faz e enxergar um sentido, porque é isso que mais nos motiva”, aponta Livia de Oliveira Borges, professora da Universidade Federal de Minas Gerais, especialista em saúde mental e trabalho e associada da Sociedade Brasileira de Psicologia.

 

Três questionamentos simples ajudam a identificar esse propósito:

  • O que você faz tem valor para você?
  • Os valores da empresa e dos clientes batem com os seus?
  • O seu trabalho tem um impacto positivo sobre a vida das pessoas?

 

Ter essas respostas claras é o que nos ajuda nos dias ruins, pondera Carla Furtado, pesquisadora e professora de Psicologia Positiva na PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) e fundadora do Instituto Feliciência.

 

“Ser feliz, tanto na vida como no trabalho, é uma questão de ter mais emoções positivas do que negativas. Enquanto as emoções são voláteis, o propósito é duradouro e serve como uma âncora para não sermos levados pelos momentos mais duros”, afirma a especialista.

 

“O propósito serve como uma âncora para não sermos levados pelos momentos mais duros.”

Carla Furtado

Se o que aborrece são as tarefas monótonas ou repetitivas, é possível refletir também sobre como virar esse jogo. Liste as atividades do seu dia a dia e pense em como realizá-las uma maneira diferente, mais gostosa, sugere Flora Victoria, mestre em Psicologia Positiva aplicada pela Universidade da Pensilvânia e Embaixadora da Felicidade no Brasil pela World Happiness Summit.

 

“Existem coisas chatas em todo tipo de trabalho, mas podemos transformar os aspectos negativos em positivos usando nossas forças de caráter, como a criatividade, a curiosidade, a liderança e a solidariedade”, explica Victoria, autora do livro O Tempo da Felicidade e do e-book gratuito Felicidade Em Tempos de Incertezas.

 

Ela propõe, por exemplo, tomar a iniciativa de se propor desafios, por mais simples que sejam, como terminar uma tarefa repetitiva em menos tempo. “É uma oportunidade de gerar prazer com a sua competência e a sua agilidade”, comenta.

 

Outra dica que ela dá para quem anda sem ânimo com o que faz é remodelar o trabalho — um conceito novo, batizado de “job crafting”. “Descubra onde dá para fazer diferente e onde você pode usar, por exemplo, as competências que te dão prazer em um hobby ou no esporte que você pratica”, explica. “Quando você usa seus talentos e suas forças, a satisfação aumenta.”

 

Mas a reflexão durante a quarentena não se resume a olhar para dentro. Para ter mais felicidade no trabalho, é preciso avaliar também se estamos felizes com a maneira como nos relacionamos com nossos colegas, chefes e clientes. Afinal, para muita gente, esse é o fator mais determinante para a felicidade com o trabalho.

 

“Cuidar dos relacionamentos é importante. Alguns estudos mostram que quando uma pessoa tem uma parceria forte com outra, seja colega ou chefe, sente mais satisfação com o trabalho”, aponta Furtado. “No isolamento, estamos vendo como faz falta o contato olho no olho, a conversa do cafezinho.”

 

Feitas essas reflexões, existem algumas iniciativas que nós mesmos podemos tomar para sentir mais felicidade com o que fazemos. Veja, a seguir, as dicas dessas três especialistas, para começar agora a ter mais satisfação com a sua vida profissional.

 


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação