Fórum da Longevidade aborda os pilares para a construção da qualidade de vida longeva

Fórum da Longevidade aborda os pilares para a construção da qualidade de vida longeva

Evento patrocinado pela Bradesco Seguros provoca reflexões sobre como conquistar o envelhecimento que queremos ter

25/10/2017



O aumento da esperança de vida é uma conquista da nossa sociedade. E cada conquista traz um novo desafio. Já tendo conseguido estender a nossa existência por mais de 30 anos no último século, será possível adicionar qualidade de vida ao tempo a mais que conquistamos? O que é preciso para termos uma vida com mais qualidade, saúde e bem-estar em qualquer etapa? Essa foi a reflexão proposta pela 12ª edição do Fórum da Longevidade patrocinado pela Bradesco Seguros.

 

Se para construir uma casa são necessárias bases sólidas para sustentá-la, para construir uma qualidade de vida longeva também não é diferente. E o que nos garantirá um bom envelhecer é a integração e a harmonia de nossas ações em quatro pilares: saúde, educação continuada, participação e segurança. Esses foram os temas apresentados e discutidos por especialistas de diversas áreas, do Brasil e do exterior, consolidando o esforço pioneiro do Fórum que, desde 2006, vem fortalecendo e ampliando o debate sobre os impactos da longevidade no país.

 

Novo envelhecimento

O arquiteto alemão Matthias Hollwich é um entusiasta do que chama de new aging, a nova maneira como estamos encarando o envelhecimento. Ao completar 40 anos, ele passou a pesquisar mais sobre o assunto e descobriu que, apesar de alguns avanços, ainda há muito o que se fazer, como valorizar o envelhecimento, reforçar as relações humanas e unir gerações – e não mais segregar os mais velhos da vida em sociedade. “O envelhecimento é um presente que recebemos da vida”, disse Hollwich durante a palestra que abriu as discussões do Fórum. “Para entender como envelhecer melhor temos muito a aprender com os pioneiros, aqueles que já estão vivendo mais”, concluiu. 

 

 

 

 

O fator resiliência

Esse novo envelhecimento se conquista com a resiliência, fator-chave para vencer os desafios e obstáculos que surgirão justamente porque já estamos vivendo mais. Esse foi o tema da palestra do médico gerontólogo Alexandre Kalache, consultor de longevidade da Bradesco Seguros. Ele usou o exemplo de sua neta Annabelle, que ele garante que chegará aos 104 anos por conseguir acumular ao longo de toda a sua vida os capitais necessários para um bom envelhecer: os cuidados com a saúde, o aprendizado constante, a socialização com diferentes faixas etárias e o planejamento financeiro. “É o conjunto desses quatro capitais que nos fará resilientes. Só irá adiante quem acumular reservas para ser resiliente”, disse o professor.

 

 

Saúde

O pilar saúde trouxe reflexões sobre as reais possibilidades de uma vida mais saudável. “Não existem milagres, existem escolhas”, explicou a professora de saúde pública da Universidade de São Paulo, Marília Louvison (à direita na imagem abaixo). O debate sobre esse pilar do envelhecimento ativo recebeu contribuições da médica geriatra Cláudia Burlá. Ela ensina que, para envelhecer bem e com a mente funcionando, é preciso ouvir o nosso corpo para antecipar os problemas: “No envelhecimento, há tempo de nos adaptarmos a uma nova situação.”

 

Social

O pilar social trouxe os aprendizados de uma experiência realizada na região sul da Austrália. A empreendedora social Gabrielle Kelly contou como o seu projeto no Centro de Bem-Estar e Resiliência promove a integração e capacitação de idosos para que toda uma comunidade viva com resiliência.

 

 

Finanças

Estamos preparados financeiramente para lidar com o iminente envelhecimento, tanto o individual quanto o da população? Essas foram as questões que guiaram as reflexões em torno do pilar financeiro. Com a visão global da demografia, Karen Glaser (à esquerda na imagem abaixo), diretora do Instituto de Gerontologia do King’s College London, explicou as causas e consequências do envelhecimento e comparou a maneira como diferentes países enfrentam essa nova realidade. O economista e pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Paulo Tafner, trouxe a análise dos impactos do envelhecimento no Brasil. Segundo ele, teremos um grande desafio para as gerações futuras e o país não pode desperdiçar a chance de gerar riquezas antes de envelhecer. Mara Luquet, jornalista especializada em finanças pessoais, afirmou que a revolução da longevidade implicará em uma dinâmica de reinvenção pessoal quando o assunto é trabalho e aposentadoria.

 

 

Conhecimento

A importância de aprender sempre, para manter a mente saudável e o cérebro ativo ao longo de toda a vida, foi abordada por Pedro Calabrez, especialista em neurociências e professor da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Segundo ele, precisamos construir novas conexões e desafiar o nosso cérebro constantemente para manter a mente ativa.

 

 

Embaixadores da longevidade

O site Viva a Longevidade, iniciativa que recebe o patrocínio da Bradesco Seguros, foi lançado oficialmente durante o evento. Junto a ele, foram apresentados os embaixadores da plataforma da longevidade: o medalhista olímpico Robson Caetano (bem-estar), a planejadora financeira Mara Luquet (finanças) e o médico gerontólogo Alexandre Kalache (saúde e conhecimento).

 

Imagem com três pessoas, Robson Caetano, a esquerda, Mara Luquet e Alexandre Kalache

 

Ícone da longevidade

O cantor e compositor Toquinho foi homenageado como Ícone da Longevidade. Aos 71 anos, ele lembrou sua trajetória de vida, contou as histórias de seus sucessos e de suas parcerias com ícones da música brasileira e de diferentes gerações, como Jorge Ben, Chico Buarque e Vinicius de Moraes.

 

Toquinho, que está vivendo uma nova paixão, cantou uma música inédita inspirada na sua nova musa, lembrou a resiliência de Vinicius no verso “Sei lá...a vida tem sempre razão” e também deu a sua receita para viver bem: “o humor é fundamental, sem humor não dá para viver. Quem não tem humor envelhece jovem.”

 

Foto do cantor Toquinho cantando e tocando violão

 

Crédito das fotos: Fabio Salles

 

 

Confira os melhores momentos do evento:

Carregando...
/ Vídeo melhores momentos XII Fórum da Longevidade

Compartilhe:

15 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação

Comentários recentes:

12345

29 de fevereiro de 2020

1974