Meditar pode melhorar a atenção por até sete anos

Estudo mostra que a prática continuada também traz mais bem-estar e ajuda a lidar com o estresse

09/04/2018



Dedicar algum tempo do dia à meditação não traz apenas um bem-estar imediato. A prática também melhora nossa habilidade de sustentar a atenção, um ganho que pode perdurar por até sete anos, aponta um estudo publicado no Journal of Cognitive Enhancement.

 

Essa é a primeira vez que um estudo traz evidências de que a prática continuada e intensiva da meditação é associada com uma melhoria da atenção sustentada e com a inibição de respostas instintivas do cérebro, informa o Science Daily  (conteúdo em inglês). Esse estudo se baseia em um projeto chamado Shamatha Project, que investiga os efeitos cognitivos, psicológicos e biológicos da meditação na Universidade da Califórnia - e tem o endosso de budistas e até do Dalai Lama.

 

 

O Projeto Shamatha acompanhou 60 praticantes de meditação que fizeram um retiro de três meses, no qual fizeram duas sessões de meditação em grupo por dia e depois praticaram sozinhas por cerca de seis horas diárias.

 

Depois dessa experiência, os participantes mostraram melhorias na atenção, no bem-estar psicológico e na habilidade de lidar com o estresse. Eles foram avaliados pela primeira vez em 2007, e foram acompanhados desde então - 40 deles continuam no estudo, e declaram praticar cerca de uma hora por dia.

 

Os resultados desse acompanhamento mostram que os ganhos de atenção observados assim que os participantes saíram do retiro em 2007 foram parcialmente mantidos sete anos depois, especialmente nas pessoas que praticaram com mais dedicação durante todo esse tempo. Por fim, o grupo dos mais aplicados também teve esse ganho cognitivo e não mostrou padrões típicos de declínio de atenção relacionados à idade.


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação