"Não teremos o futuro sustentável sem inclusão, respeito e aprendizado contínuo"

Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva, apresenta no Fórum da Longevidade os dados da segunda edição da pesquisa Longeratividade

12/11/2019



Envelhecimento é um....

 

"A expectativa de vida é um fenômeno sem volta. É um fato. Se o Brasil não entrar em guerra ou passar por uma grande epidemia, os brasileiros vão continuar vivendo cada vez mais. Com crise ou sem crise, independentemente dos rumos da economia, o processo de amadurecimento da população brasileira é um caminho sem volta."

 

Expectativa x realidade

"Quando a gente pergunta a expectativa das pessoas até 49 anos quanto à sua condição financeira, 81% esperam ter uma condição financeira melhor aos 50 anos em relação à condição financeira que tem hoje. Esse número era 79% na pesquisa passada. Do outro lado, quando perguntamos para as pessoas de 50 anos se hoje elas vivem uma realidade melhor ou pior do que elas esperavam viver quando tinha menos de 50 anos de idade, 72% acreditam que têm uma situação financeira pior do que no passado."

 

 

Cai a satisfação com a vida

 

"Na pesquisa realizada do ano passado, 70% se consideravam satisfeitos com suas vidas, sendo que 24% se consideravam muito satisfeitos. Um ano depois o número de satisfeitos caiu 5%. Dos que se consideram totalmente satisfeitos, a queda foi maior. Partiu dos 24% que se consideravam muito satisfeitos no ano passado para 11%. De alguma forma as expectativas criadas para o ano seguinte não foram cumpridas e isso fez com que o nível de satisfação geral tenha caído."

 

Aposentadoria ativa

 

"Perguntamos para as pessoas com mais de 50+, aposentados ou não, se elas preferiam aproveitar a aposentadoria tendo muitas atividades para fazer ou poucas atividades para fazer. A maioria pretende ter muitas atividades para fazer.

Conviver com muitas pessoas ou poucas? 70 contra 30%. Sair muito de casa ou sair pouco de casa? 72% preferem aproveitar a aposentadoria saindo muito de casa. De novo o estereótipo de envelhecimento solitário, dentro de casa, abandonado, sem os outros, não combina com a expectativa de aposentadoria desses brasileiros que querem continuar cada vez mais ativos.

2/3 afirmam que é importante que as pessoas mais velhas tenham ocupações que façam com que ela se sinta útil. E 63% afirmam que pessoas que têm atividade para se ocupar se sentem mais felizes. A escala de felicidade de quem tem atividade é muito maior do que a escala de quem não tem essas atividades."

 

Aprender coisas novas

 

"Quando a gente pergunta para os brasileiros com mais de 50 anos o que gostariam de fazer durante a aposentadoria, além de cuidar melhor da saúde (98%), a resposta 'aprender coisas novas' apareceu com uma força muito grande (97%) Aprender coisas novas e administrar melhor o seu dinheiro (95%) são muito mais relevantes do que descansar, do que ficar em casa." 

 

Demanda por aprendizagem

 

"Aprendizagem é, de fato, uma grande demanda dos brasileiros com mais de 50 anos. Para 93% deles é importante cada vez mais aprender coisas novas, independentemente da idade. 97% dos 50+ querem aprender coisas novas durante a aposentadoria. São 52,4 milhões de brasileiros que hoje demandam continuar aprendendo. 63% querem estudar durante a aposentadoria. São 34 milhões de pessoas que querem estudar." 

 

Finanças: insatisfação e sem planejamento

 

"A organização financeira ainda é um grande desafio para os grey power. Pouco mais de um terço, apenas 37% deles, se dizem satisfeito com sua vida financeira. E olha que parte considerável desse público tem renda fixa já: 49% já estão aposentados. Mas nem por isso a condição financeira está resolvida.

 

Perguntamos qual comportamento você adota para ter mais qualidade de vida e viver mais? 'Fazer poupança e investimento para velhice' aparece só lá embaixo (em nono lugar numa lista de 11 ações). Ou seja, nós temos pessoas que não estão satisfeitas com sua vida financeira, mas nem por isso conseguem ter um planejamento financeiro a contento."

 

Três pilares para o futuro

 

"A pesquisa já deixou claro que o futuro já começou e que estamos atrasados na construção do país que todos nós, com certeza, viveremos. O crescimento sustentável desse novo país passa, necessariamente, por três palavras. Não teremos o futuro sustentável, um país maduro e feliz sem que haja inclusão, respeito e contínuo processo de aprendizagem dos brasileiros com mais de 50 anos." 

 


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação