Parceiros otimistas ajudam a ter uma velhice mais saudável

Casais que têm uma visão positiva da vida têm menos risco de declínio cognitivo

21/02/2020



Quem se casa com uma pessoa otimista tem mais chances de viver uma velhice mais saudável, conta o jornalista Paulo Markun em seu blog, Em Tempo. Pesquisadores da Universidade de Michigan descobriram que um casal que mantém o bom humor ao envelhecer pode ter menos risco de desenvolver Alzheimer, demência e declínio cognitivo.

 

Ao avaliar 4.500 casais durante oito anos, os pesquisadores descobriram que quem tem um parceiro otimista sofre declínio cognitivo menor do que o dos casais pessimistas. A pesquisa também indicou que casais que relembram experiências compartilhadas conseguem obter detalhes mais ricos de suas memórias.

 

 

"Quando seu parceiro é otimista e saudável, isso pode se traduzir em resultados semelhantes em sua própria vida. Você realmente experimenta um futuro melhor vivendo mais e evitando doenças cognitivas", explica William Chopik, um dos autores do estudo. “Nossos parceiros podem nos encorajar a fazer exercícios, comer de forma mais saudável ou nos lembrar de tomar nosso remédio.”

 

Chopik acredita que todos podem treinar o otimismo para ter uma velhice mais saudável. “Existem estudos que mostram que as pessoas têm o poder de mudar suas personalidades, desde que se envolvam em coisas que as fazem mudar.”


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação