Por que temos boas ideias no banho?

A ciência explica por que nosso cérebro fica mais criativo quando estamos debaixo do chuveiro

26/01/2018



Às vezes a melhor maneira de solucionar um problema é parar de pensar nele e ir tomar um bom banho. Afinal, boas respostas muitas vezes nos vêm à mente quando estamos nesse momento relaxante. E não é apenas mera coincidência: a ciência explica por que as melhores respostas, muitas vezes, só aparecem debaixo do chuveiro. O site Nexo compilou algumas evidências os três pontos essenciais para entender esse fenômeno – descubra, a seguir, quais são eles.

 

Distração

 

Quando entramos no chuveiro, nossa mente começa a vagar e a fazer associações. Como deixamos de nos concentrar sobre um ponto específico, nosso cérebro ativa, então, várias áreas diferentes. O córtex pré-frontal (responsável pelas decisões) relaxa e a nossa rede de neurônios entra em estado de repouso. Nessa configuração, nosso cérebro consegue realizar conexões criativas e – eureca!

 

Intervalo

 

As atividades do cérebro têm um “horário de pico” no qual a performance mental atinge seu ápice. É o momento do dia em que estamos mais alertas, mas esse intervalo não coincide necessariamente com o pico da criatividade, segundo a pesquisadora Mareike Wieth, professora da Albion College. Em um estudo (conteúdo em inglês), publicado no jornal Thinking and Reasoning, ela afirma que os voluntários apresentaram soluções criativas e corretas para um problema em horários fora de seu ponto ótimo mental. Ou seja, um banho nesse intervalo pode ser um atalho para a melhor ideia.

 

Relaxamento

 

A água faz toda a diferença para liberar a criatividade, pois nos ajuda a relaxar. Essa sensação de prazer e de bem-estar acontece porque o cérebro recebe uma descarga de dopamina, um neurotransmissor que, de quebra, também estimula a criatividade.


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação