“Todos deveriam estruturar um projeto de aposentadoria particular”

Para o economista Marcos Silvestre, planejar a aposentadoria é uma boa maneira de ter prosperidade na maturidade



Vida longa e próspera

“Com o Spock [personagem de Jornada nas Estrelas], com aquele caráter sempre sóbrio, muito ponderado, muito equilibrado, sempre muito sábio, eu sentia que realmente estávamos seguros para percorrer o universo todo. O ano era 1967 e o roteirista, Gene Roddenberry, chamou Leonard Nimoy, o ator que interpretava o Spock, e falou: ‘nós vamos fazer um episódio em que você vai voltar ao planeta Vulcano e eu gostaria que você bolasse uma saudação’. Refletindo, ele se lembrou de quando era pequeno em Nova Iorque, ele de uma família judia, que em um momento do culto o rabino pedia para que todos se abaixassem e dava uma benção. Ninguém podia ver essa benção, mas ele deu uma espiadinha e esse era o símbolo que ele fazia [o gesto de mão famoso do personagem]. Como saudação verbal, usou um resumo de um versículo bíblico e disse: vida longa e próspera. Eu me apaixonei por isso, me tornei economista e tomei para mim mesmo a missão de ajudar as pessoas a terem uma vida longa e próspera.”

 

Aposentadoria laboral x aposentadoria financeira

“Prosperidade tem tudo a ver com longevidade. Como a gente pode aumentar a chance de ter prosperidade na maturidade? O planejamento de aposentadoria pode ajudar bastante. Há dois conceitos bastante importantes e distintos: um é a aposentadoria laboral e outro é a financeira. Laboral é você parar de trabalhar, parar de fazer aquilo que você fazia para ganhar dinheiro. A financeira é aquela idade meta a partir da qual não é mais o trabalho remunerado que vai pagar as suas despesas ou a maior parte delas; é a rentabilização de uma reserva financeira estratégica que você acumulou nos anos anteriores, poupando e aplicando. Do ponto de vista laboral, eu mesmo pretendo jamais me aposentar. Enquanto eu estiver um fiozinho de utilidade para este mundo, eu quero estar na ativa. Mas seguramente eu me planejo para ter uma aposentadoria financeira de forma adequada.”

 

Longevidade com prosperidade

“Falo de uma nova aposentadoria como alternativa para a velha aposentadoria. Defendo o raciocínio de que todos deveriam estruturar um projeto de previdência particular, para que você possa garantir prosperidade na sua maturidade. O conceito é simples. Nós vamos estabelecer uma idade meta da aposentadoria financeira. Aí você vai conversar com os aposentados que conhece e tentar estabelecer um orçamento, para chegar numa renda que te daria uma vida digna de aposentado. Você estima um período durante o qual você quer ter essa renda, ou seja, sua expectativa de vida após a aposentadoria financeira. E, então, você calcula o tamanho da reserva financeira que você tem que ter para gerar essa renda. Então você sabe que todos os meses vai poupar um tanto e aplicar um tanto, e isso vai sendo rentabilizado, formando essa reserva.”

 

Poupar o possível

“Quero sensibilizar para que você tente acumular essa reserva, o mais perto que você conseguir chegar. E se você não acumular isso tudo? Porque é um esforço grande poupar e aplicar todos os meses. E você sabe que essa reserva, para ela te cobrir plenamente, não é pequena. Mas se por acaso você não chegar lá, dessa forma ideal, não vejo esse problema todo. Porque eu aprendi nesses últimos 30 anos de orientador financeiro de centenas de famílias que a essência da prosperidade sustentável não é o dinheiro. Ele é importante, ele ajuda muito. Mas não é o dinheiro: é o amor. Eu digo isso correndo risco de ser piegas, mas não poderia negar a vocês essa observação empírica que eu extraí. Os longevos mais prósperos que tenho conhecido não são os mais ricos. São aqueles que cultivam o amor de forma muito compromissada na sua vida.”

 

Com amor

“E já que estamos falando de amor, eu gostaria de fechar com uma outra confissão de amor. Há mais ou menos 20 anos eu encontrei a última mulher por quem me apaixonei perdidamente nessa vida. No próximo dia 22 de novembro nós vamos comemorar 16 anos de um já longevo casamento. Eu me lembro, como se fosse agora, dela no altar comigo, declamando um texto que terminava assim: ‘eu quero te amar e quero que você me ame até que a morte nos una para sempre na vida eterna’. Você, meu amor, é a minha prosperidade, a minha longevidade, a minha eternidade. Enquanto eu viver do seu lado, eu sei que terei vida longa e próspera.”

 


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação