6 dicas para comer bem no quilo

Sim, dá para fazer um prato equilibrado sem deixar de lado as massas e as sobremesas

15/04/2019



É bem difícil ir a um restaurante por quilo e resistir à tentação de pegar de tudo um pouco. O problema é que fazer isso todo dia pode acabar rendendo alguns quilos a mais na balança –especialmente para quem adora as massas e as sobremesas.

 

Na verdade, o ideal é compor um prato no qual uma metade seja preenchida por salada e legumes e a outra se divida igualmente entre porções de proteína (como carnes e ovos) e carboidratos (como arroz e macarrão).

 

 

Essa é uma das dicas trazidas pelo M de Mulher, que consultou os nutricionistas Janainna Mazelli, Mariana Maciel, Lucas Nonato e Rodrigo Stocco –confira a seguir os conselhos desses profissionais para quem quer comer bem no quilo.

 

Dê uma voltinha

 

Antes de pegar o prato, passeie ao redor do bufê para ver o que tem para comer: avalie a oferta de salada e legumes, quais são os tipos de massa e de carne e veja o que abre o apetite. Assim você já pode começar a planejar um prato equilibrado antes de entrar na fila.

 

 

Comece pela salada

 

Como ela vai tomar a maior parte do seu prato, é bom começar por ela. O ideal é fazer uma combinação entre legumes e folhas --quanto mais colorida a salada, melhor, pois você estará consumindo nutrientes bem variados.

 

Escolha um carboidrato

 

Nada de pegar um pouco de arroz, um tantinho de risoto, algumas batatas, maionese e aquela torta que parece apetitosa. Enquanto você estiver dando uma volta pelo bufê, decida qual é o carboidrato que você vai querer --e esqueça os outros.

 

Não esqueça da proteína

 

Um quarto do prato deve ser preenchido por uma proteína, que pode ser de origem animal (como carne bovina, suína, frango ou peixe) ou vegetal (as leguminosas, como feijão, lentilha, ervilhas e grão de bico). Se for de carne, prefira as grelhadas, que são mais leves do que as empanadas ou recheadas com queijo.

 

Esqueça o molho

 

Molhos brancos e à base de queijo tendem a ser muito gordurosos e calóricos. Para não ter problemas de digestão, é melhor passar longe deles.

 

Alterne a sobremesa

 

Comer um docinho de vez em quando não faz mal nenhum, mas todo dia pode ser um pouco demais. Uma maneira de não exagerar na digestão é reservar dois dias da semana para os doces e, nos outros três, finalizar a refeição com uma fruta.


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação