6 dicas para fazer as crianças gostarem de vegetais

Em vez de esconder legumes em outros alimentos, que tal deixar que elas brinquem com a comida?

12/04/2019



Quando uma criança não é lá muito chegada em verduras e legumes, pode não ser uma boa estratégia escondê-los em outros alimentos, como nuggets ou purê de batata. "Se elas não tiverem a oportunidade de experimentar o vegetal em si --sua aparência, sabor e textura--, não terão a chance de treinar seu paladar", explica a pediatra Natalie Muth ao The New York Times (conteúdo aqui, em inglês).

 

O problema é pensar que elas nem sempre são receptivas a novidades, como brócolis e couve. Afinal, os primeiros anos de vida são o período em que as crianças estão mais abertas a descobrir novos sabores, então esse é o melhor momento para introduzir uma variedade deles --incluindo o azedo e o amargo, mesmo achando que não vão gostar.

 

Quer saber como fazer isso? Confira, a seguir, algumas das estratégias para fazer as crianças gostarem dos vegetais.

 

 

Repita a dose

 

Como as crianças gostam do que acham familiar, o truque é colocar o mesmo alimento no prato em diferentes ocasiões, para que ele se torne familiar. Assim, a criança ficará mais disposta a experimentar. "Ela percebe que essas comidas não são novidade. Se ela comer vegetais escondidos, perderá essa exposição que a ajuda a superar sua relutância em experimentar algo novo", explica Stephanie Anzman-Frasca, especialista em medicina pediátrica e comportamental.

 

Coma em família

 

Outra tática que funciona é a de fazer as refeições em família, em um clima positivo, o que favorece o consumo de mais frutas e vegetais. E nada de oferecer uma refeição alternativa. "Isso ensina que se ela não comer no momento, mais tarde comerá algo mais saboroso. Se não fizermos isso, elas acabarão comendo o que colocamos em sua frente", explica a pediatra Nimali Fernando.

 

Ofereça escolhas à mesa

 

Coloque na mesa pequenas tigelas com vegetais (como tomate cereja e cenoura) para que todos se sirvam. Dessa forma, a criança pode escolher o que quer e o que não quer comer --e entende que não existe uma refeição separada para ela.

 

Não estrague o apetite

 

Para estar aberta a experimentar novos alimentos, a criança precisa estar com fome. Por isso, não dê alimentos perto da hora da refeição: se as crianças sentam à mesa sem fome, vão apreciar menos a refeição.

 

Deixe a criança brincar com a comida

 

Expor a criança a novos alimentos não se restringe a comer. Também é importante permitir que ela tenha uma experiência sensorial com a comida. Alguns exemplos são usar cubos de vegetais como peças de montar, deixar a criança se pintar com a tintura da beterraba ou usar a folha da cenoura como pincel. "Dessa forma, elas ficam mais propensas a provar e apreciar os alimentos", explica Fernando.

 

Adote um ajudante de cozinha

 

Deixar as crianças ajudarem a fazer uma receita desperta o interesse pela comida. Experimente, por exemplo, deixar seu filho preparar cenouras para assar e arrumá-las na travessa para servir. "Parte da exploração tem a ver com o que as outras pessoas vão comentar sobre a comida, elogiando o que a criança fez bem", afirma Melanie Potock, especialista em alimentação infantil. "Em vez de dizer 'ah, você vai comer cenouras agora?', é melhor celebrar o que as crianças podem fazer, e então elas vão tentar fazer mais e mais", diz.


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação