Iogurte adoçado tem tanto açúcar quanto refrigerante

Estudo feito no Reino Unido mostra que só 9% dos produtos têm baixo teor de açúcar

10/10/2018



Rico em nutrientes como proteínas e cálcio, o iogurte é uma opção bem saudável para o café da manhã ou o lanche entre as refeições. Mas, se ele for adoçado, o jogo vira, pois o nível de açúcar em um potinho equivale ao de um refrigerante comum, aponta o El País.

 

Um estudo feito no Reino Unido avaliou 900 iogurtes e mostra que a grande maioria é açucarada demais. Apenas 9% têm baixo teor de açúcar, inclusive os orgânicos e os do tipo petit suisse, destinado a crianças.

 

 

Os iogurtes com sabor, os orgânicos adoçados com açúcar e os que vêm com pedaços de fruta mostraram ter, em média, 13 g de açúcar por unidade. Entre os destinados às crianças, apenas 2 dos 101 produtos avaliados tinham menos de 5 g de açúcar para cada 100 g do produto --a média foi de 10,9 g. Para efeito de comparação, um refrigerante de cola tem 10,6 g de açúcar a cada 100 ml.

 

Em 2015, a Organização Mundial da Saúde publicou uma recomendação para limitar o consumo diário de açúcar a 10% do total de calorias ingeridas em um dia e, de preferência, reduzir essa quantidade a 5%. No caso de um iogurte, isso significaria consumir 5g de açúcares a cada 100 g. Mas, segundo os pesquisadores, se uma criança ingerir um iogurte e um petit suisse, por exemplo, já terá consumido mais do que o total de açúcar recomendado por dia.

 

Apenas os iogurtes naturais e os do tipo grego cumpriram a recomendação da OMS, de acordo com o estudo. Para a especialista em nutrigenômica Lucía Martínez, só os iogurtes naturais, queijos frescos, o kefir e o autêntico iogurte grego são saudáveis. Quem quiser rebater o azedinho e adoçá-los pode, por exemplo, usar frutas ou mel.


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação