O que é mais higiênico: toalha de papel ou secador?

Pesquisadores testaram essas duas maneiras de enxugar as mãos e explicam qual é a mais indicada

09/10/2018



Depois de lavar as mãos no banheiro de um restaurante, de um shopping e de outros tipos de estabelecimento público, às vezes nos deparamos com duas opções para enxugá-las: as toalhas de papel e o secador automático com jatos de ar. Mas qual deles é a opção mais higiênica?

 

A toalha de papel pode ser a melhor escolha. Segundo pesquisas realizadas no Reino Unido, na França e na Itália, os secadores a jato de ar são verdadeiros "canhões de bactérias", relata a BBC Brasil.

 

 

Segundo os pesquisadores, o que acontece é que as pessoas não lavam as mãos corretamente, e por isso não eliminam todas as bactérias. Quando se coloca a mão no secador a jato de ar, essas bactérias se espalham pelo ar e pelas superfícies próximas --e em quantidades consideradas alarmantes pelos pesquisadores.

 

"Na verdade, o secador vira um aerossol que contamina o banheiro, incluindo o próprio secador e, potencialmente, a pia, o chão e outras superfícies, dependendo do design e de onde está localizado", explicou Mark Wilcox, professor de microbiologia da Universidade de Leeds.

 

A pesquisa, realizada em hospitais das cidades de Udine, Leeds e Paris, consistiu em instalar tanto o secador como o porta-toalha de papel em banheiros que eram usados por pacientes, funcionários e visitantes. Depois de coletar amostras do ar e das superfícies por quatro semanas, eles testaram o cenário só com o papel e só com o secador a jato de ar.

 

Resultado: nos banheiros onde havia apenas o secador, a concentração de bactérias no ar e nas superfícies era bem maior. A maior diferença foi encontrada ao comparar a superfície do secador com a do porta-papel. Nos hospitais da cidade de Udine, na Itália, o secador tinha cem vezes mais bactérias; em Paris, 33, e em Leeds, 22.

 

Diante desses números, a equipe concluiu, em um artigo publicado na revista médica Journal of Hospital Infection, que há pouca justificativa para o uso de secadores a jato de ar em banheiros públicos. Para os pesquisadores, as toalhas de papel têm menos potencial para a contaminação.


Compartilhe:

0 Comentários:

Comentário enviado
para aprovação