Como a alimentação influencia seu desempenho físico?

A comida é aliada para seu corpo ter energia e se recompor do desgaste diário. Evite os exageros, o equilíbrio é fundamental

por Robson Caetano



A recomposição e os ajustes do corpo dependem da alimentação. Se ela for saudável, trará benefícios mais rápidos dando ao corpo uma vida longa, prevenindo as doenças do coração e dos órgãos ligados diretamente à digestão, como fígado, rim, baço, e o apêndice, que são reguladores e filtram as toxinas do corpo.

 

Antes de iniciar minha vida no esporte fazia uso errado dos alimentos e tive que aprender vivendo no dia a dia. Uma das coisas que entendi logo foi sobre a hidratação correta.

 

Tinha o hábito de tomar refrigerante em excesso na adolescência. No início da minha carreira, aos 12 anos, eu fazia resultados muito bons nas pistas. Mas depois dos meus 16 anos, quando passei a ingerir o açúcar excessivo do refrigerante, meus resultados começaram a ficar comprometidos. Eu deveria ter abolido o consumo, mas apenas passei a tomar refrigerante de maneira mais moderada. A consequência disso eram câimbras. E ainda bem que só ficou nisso, pois os estragos poderiam ser maiores.

 

 

 

Os refrigerantes não são os únicos vilões da história. Todo e qualquer alimento ou bebida que você colocar para dentro do seu corpo irão gerar um impacto no seu organismo. Uns mais positivamente, outros mais negativamente.

 

As bebidas alcoólicas, por exemplo. Se consumidas em excesso vão sobrecarregar seus rins, que de tanto trabalhar vão pedir uma ajuda ao fígado e aí, meu amigo, seu sangue vai ficar muito mais ácido – ou seja, seu organismo pode ficar mais propenso a sofrer com os micro-organismos que fazem mal à saúde.

 

E as comidas?

 

Podemos comer de tudo? Eu digo que sim, mas precisamos ter uma educação alimentar que ajude a limpar nosso organismo das toxinas, radicais livres e gorduras ruins que fazem mal para o organismo, como aumento do colesterol. Seu último exame mostrou níveis altos de colesterol? Seu médico já deve ter falado, e eu reforço: combine a prática de atividade física com um prato caprichado de saladas, alimentos menos gordurosos e, de preferência, evite os ultraprocessados. Seu organismo vai agradecer.

 

Nosso churrasquinho é permitido? Claro que sim, mas sem o exagero, sem comer até estufar. Lembre-se: sempre faça atividade física, ao longo da semana, para transformar esse alimento em combustível para que você realize de forma saudável as atividades propostas.

 

Temos que lembrar que somos feitos de 75% de resíduos líquidos, renovados a cada vez que o nosso estômago processa e encaminha para todo o corpo os nutrientes que obtemos pela alimentação. Ter um pouco de cuidado com o que colocamos em nossa boca é fundamental. O equilíbrio é a chave, o exagero é mortal.

 



A atividade física deve ser algo permanente para a manutenção da saúde física do corpo.

Faça uma visita periódica ao seu médico e tenha uma vida plena com a atividade física. Não há impedimentos, apenas cautela e muita atenção aos sinais do corpo.

 

Você é literalmente o resultado do que ingere, os resultados serão proporcionais aos alimentos saudáveis que come, pois o combustível adulterado pode fazer você perder eficiência muscular, com as câimbras, desconfortos cardíacos e até lesões sérias impedindo a sua atividade física.

 

Um forte abraço e fique com meu amor.

 

Duvidas? É só mandar sua dúvida na caixa de comentários que eu terei o maior prazer em responder a sua questão.

0 Perguntas:

Pergunta enviada
para aprovação


Compartilhe: