Nunca é tarde para começar a se mexer

Praticar um esporte, amador ou competitivo, traz benefícios em qualquer fase da nossa vida

16/11/2018 - por Robson Caetano



Começar a fazer um esporte não é só para os novinhos, não: é pra gente de qualquer idade. Para qualquer um que queira mudar de vida, sair do sedentarismo e afastar os fantasmas da obesidade, do colesterol alto e diabetes. Afinal, quem se exercita e se alimenta bem vive mais e com muito mais qualidade.

 

Quando me perguntam como me sinto hoje, aos 54 anos, sempre digo que me sinto bem. Conheço bem meu corpo, sei quais são as suas limitações e quais foram impostas pelo tempo, afinal não dá para correr igual ao Usain Bolt ou querer bater o recorde dos 100 metros hoje. Mesmo assim, consigo realizar minhas tarefas e brincar com meus filhos e netinhos sem problemas.

 

Sair do sofá e praticar uma atividade física só depende de um passo, de uma atitude positiva. A evolução da fisiologia é tão grande que hoje é muito mais tranquilo iniciar, da forma correta, um programa de atividades para aprimorar sua capacidade física. Então, basta uma sacudida no ânimo — não espere ter problemas de coração, insuficiência respiratória e outros problemas para começar. Adiante-se: a prevenção é o caminho para te colocar no eixo.

 

 

Para deixar o sedentarismo, não importa a sua idade, e sim a sua atitude. Ou seja, nada de desculpas como dizer que não tem força nem tempo para tirar 30 minutos das 24 horas do dia para cuidar da sua saúde física e mental. É essa atitude que vai te dar bons anos à frente, e é sobre essa mudança que quero falar com você.



Sair do sofá e praticar uma atividade física só depende de um passo, de uma atitude positiva.

Atividades recreativas, por exemplo, já nos trazem bastante bem-estar. Brincadeiras lúdicas apuram a nossa agilidade, a velocidade, o raciocínio e nos dão mais resistência. Com essa dose extra de serotonina, endorfina e até adrenalina, nossa vida fica um tom mais leve. É bom lembrar que, se ficarmos parados, a produção desses hormônios que nos trazem bem-estar pode cair perigosamente depois dos 30 anos.

 

Esporte para toda a vida

 

Depois de receber os dois maiores eventos esportivos, o Brasil passou a ter um carinho enorme pelo esporte, a ponto de muitos pais vislumbrarem seus filhos como atletas de alto rendimento.

 

As escolinhas de futebol, atletismo, vôlei e basquete, entre outros esportes, foram muito procuradas, mas o esporte não se resume à competição; ele é uma ferramenta que nos traz valores a qualquer tempo na vida. A fase do alto rendimento começa aos 12 anos, quando plantamos sementes poderosas para o treinamento físico, aquelas mesmas que colhemos na boa performance dos 19 aos 30 anos.

 

E tem gente tão viciada na adrenalina da competição que algumas décadas mais tarde ainda compete na categoria máster. Acho isso um grande barato. Depois de tantas glórias e conquistas, fica a vontade de manter a mente e o corpo em forma e o espírito leve, encarando a atividade física como uma válvula de escape.

 

Ouço sempre meus amigos que foram atletas dizer que não sentem saudades dos treinamentos — e sou obrigado a concordar com eles. Aquele monte de repetição para chegar quase à perfeição, os dias de dores musculares por causa da mudança da carga de exercícios, tudo isso é uma loucura. Agora, da competição, do estádio cheio e do glamour do pódio dá uma saudade danada, que eu mato um pouquinho mantendo a forma com alunos, companheiros de ginástica, de vôlei de praia, de futebol...

 

Portanto, meus amigos, sendo um atleta ou não, a atividade física é como um par de braços fortes que te abraçarão se você der o primeiro passo nessa direção. Por isso, #comeceagora a se movimentar! Você merece! E não esqueça de passar por aqui para curtir as nossas dicas de saúde e qualidade de vida, hein?

1 Perguntas:

Pergunta enviada
para aprovação

Perguntas recentes:

João Carlos

19 de novembro de 2018

Como perder gordura abdominal. Vale ressaltar que faço corrida todos os dias e uma boa série de musculação quatro dias por semana, cimo relativamente bem ( legumes, verduras , frutas e carnes) quantidades moderadas, bebo em média 3 litros de água e a barriguinha fica querendo resistir. O que fazer? Obrigado

Robson Caetano

18 de junho de 2020

Olá! Como você está, João?

A gordura abdominal é importante para quem realiza corridas. Se você não as quiser, apenas faça a musculação junto com um trabalho aeróbico de alto impacto, e assim você terá mais sucesso no resultado. Lembre-se: o ideal é que você não sofra para chegar a nenhum objetivo, desfrute o físico que tem e aproveite para curtir.


Compartilhe: