O dia em que o futebol me atrapalhou

O dia em que o futebol me atrapalhou

Eu adoro futebol e já quis ser jogador profissional. Mas a vontade de jogar e a vergonha de aquecer me renderam um tempo parado e uma baita bronca

03/04/2018 - por Robson Caetano



Oi! Olá! Como você está?

 

O objetivo de todo atleta de alto rendimento é estar numa Olimpíada. Afinal, o tempo gasto na preparação é longo. No entanto, a gente não passa todos os dias treinando. Existe uma fase do treinamento chamada folga ativa. Nela, o atleta realiza uma atividade que não está relacionada com o que ele faz no seu dia a dia.

 

Uma vez eu estava numa dessas folgas lá na Fazenda Botafogo – um conjunto habitacional na zona norte do Rio de Janeiro – onde eu morava no início da minha carreira. E em uma dessas folgas ativas eu resolvi jogar futebol.

 

Eu já tinha abandonado a história de ser jogador de futebol. Na época, eu já competia e tinha recebido a instrução de não jogar bola na folga ativa. Por quê? Bom, é que ninguém se preocupa com aquecimento, simplesmente vai lá e joga. Mas eu era fominha de bola, gostava da disputa de futebol e das jogadas dos campinhos de várzea.

 

 

 

Sempre faça aquecimento. Isso irá preparar os músculos para qualquer atividade física 

Naquele dia, eu fiz exatamente isso, fui para o campo sem aquecer e logo na primeira corrida de velocidade senti uma câimbra muito forte. Resultado: uma semana de molho no departamento médico.

 

Levei uma bronca da minha técnica na época, Sonia Ricette, e a partir daí eu passei a realizar um breve aquecimento antes das partidas de futebol. Os guris que jogavam comigo ficavam todos me zoando, só que depois de preparar a musculatura eu voava dentro de campo. Aí, o jogo virou. As zoeiras acabaram e todos passaram a se aquecer antes de começar a jogar.

 

A conclusão desta história é a seguinte: sempre existe a necessidade de aquecer a musculatura, para lubrificar e preparar os músculos para toda e qualquer atividade física. Não importa se você é atleta profissional, amador ou de fim de semana. Aqueça a musculatura para não ficar parado depois.

 

Essa e muitas outras histórias que contarei para vocês aqui no Viva a Longevidade dos meus tempos de atleta de elite. Preparem-se, porque vem coisa boa por aí.

0 Perguntas:

Pergunta enviada
para aprovação


Compartilhe: